terça-feira, 24 de maio de 2011



Só de lembrar da distância, eu já fico com saudade.
Não, eu não queria ter que admitir
Mas o tempo parece querer fazer isso de maldade
Ao menos, não queria ter que sentir.

Fico com vontade de correr, fujir
Mas eu penso em você e sinto meu peito pulsar
Agora não tenho mais para onde ir
E isso eu não consigo evitar.

Não sei o que isso pode significar para mim
Muito menos para você
O porque de tantas dúvidas assim
E ao menos nenhuma solução ter.

Não sei de onde surgiu esta tal questão
Nem como achar as resposta em uma margem tão embaralhada
Na verdade, eu já nem posso mandar mais em meu coração
Poderia dizer eu, que estou apaixonada ?


segunda-feira, 23 de maio de 2011

Amor que está se afogando por trás da tristeza
Espectadores estão pondo suas mãos nos corpos
Uma velha senhora rindo sobre o amanhã, isso é
De alguma forma, é como eu quero que seja

A dor sem rumo está cobrindo meus arredores completamente
Estou fechando meus olhos, mas poemas esclarecedores não podem curar minhas feridas
O falecimento começou a florescer por toda a parede
O tempo todo alguém perguntava o óbvio
Meu poema que deu queimou sob uma perda
Está se afogando no fundo do vazio obscuro

The GazettE - Dim Scene


domingo, 22 de maio de 2011

Eu queria poder acordar todos os dias ouvindo a sua voz. Queria poder te abraçar sempre que você se sentisse sozinho. Queria poder te tocar, poder sempre ficar ao seu lado e sempre te ajudar. Te acariciar e te falar que tudo iria ficar bem, mesmo sabendo que o futuro é incerto. Queria poder te acalmar, queria ter você agora ao meu lado.
Mas tudo isso parece impossível, nee ?

sábado, 14 de maio de 2011

Ai você encontra as pessoas que você não lembrava que eram tão importantes. Pessoas que gostam de você pelo o que você é, não pela sua aparência. Você se diverte com elas, sorri com elas, sem pensar no que pode acontecer daqui a algum tempo, apenas querendo aproveitar aquele momento juntas.