segunda-feira, 23 de maio de 2011

Amor que está se afogando por trás da tristeza
Espectadores estão pondo suas mãos nos corpos
Uma velha senhora rindo sobre o amanhã, isso é
De alguma forma, é como eu quero que seja

A dor sem rumo está cobrindo meus arredores completamente
Estou fechando meus olhos, mas poemas esclarecedores não podem curar minhas feridas
O falecimento começou a florescer por toda a parede
O tempo todo alguém perguntava o óbvio
Meu poema que deu queimou sob uma perda
Está se afogando no fundo do vazio obscuro

The GazettE - Dim Scene


Nenhum comentário:

Postar um comentário